Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."


Mais do que uma simples atracção, um fogo de paixão intenso que aquecia toda a discoteca. Pensavam eles que ninguém poderia ficar indiferente à quente troca de olhares, que declaravam desejos a milhas de distância. Ela, acompanhada por um belo, mas enfadonho, companheiro e ele com um grupo de amigos. Ela, na zona VIP no andar superior e ele na plateia inferior. Quando lhe é estendido um copo com um caro e raro champanhe francês, ela olha para ele com um esgar irónico e sedutor enquanto saboreia a bebida...uma gota escorre-lhe para o decote e, mesmo com a distância, o jovem observa-a a limpar a gota com o dedo indicador e a levá-la à boca. Aquele gesto, que de inocente nada tinha, fez-o explodir. Com a cabeça, indicou-lhe a porta que levava à varanda escura e pouco frequentada. Foi uma explosão violenta de paixão, pele suada e gemidos de rasgar a garganta...e depois? Com a satisfação, surgiu uma frieza entre duas pessoas que apenas se conheciam corporalmente. Ela deu um jeito ao cabelo e ao vestido preto, retocou o batom e voltou para junto do companheiro chato, mas charmoso, que lhe sustentava o estilo de vida ostentoso que ela tanto gostava. Já ele despediu-se dos amigos e foi para o apartamento, onde dividiu os lençóis com a dedicada namorada que o amava à mais de cinco anos. 

6 comentários

Comentar post