Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

"A Cinderela e o seu príncipe viveram felizes para sempre..."

 

Cara fada madrinha,

Porque me iludiste com o desfecho da minha história como gata borralheira? Sinceramente, preferia continuar a dormir nas cinzas da lareira e a ser escrava da minha madrasta e irmãs do que viver esta fachada. Deste-me o príncipe, mas o seu encantamento foi-se esmorecendo e agora ele não passa de uma sombra daquilo que um dia foi. Ele caiu numa cilada, maior do que a nossa história de amor e deveras mais tentadora. À medida que eu fui envelhecendo, a beleza exterior foi-se deteriorando. Os longos cabelos loiros e a pele de porcelana deram lugar a fios brancos quebradiços e rugas. O agora rei, ao ver que a sua princesa bela tornou-se num sapo cansado e feio, resolveu procurar consolo nos braços de uma jovem meretriz, que encanta todo o palácio, desde os mais simples servos aos mais nobres senhores. Os seus longos cabelos vermelhos, a pele de porcelana e os olhos verdes que brilham como duas jóias raras são apenas alguns dos atributos mais especiais desta menina. Os meus filhos sabem do meu sofrimento e solidão, mas nada podem fazer, porque o pai é o rei e lei. Resta-me os dias a olhar pela janela e ver as paisagens lindas nas quais eu tantas vezes corri, beijei e amei com todo o meu coração. Resta-me as noites a dormir sozinha, numa cama enorme, num quarto vizinho ao do soberano e a sua amante, onde os gemidos de satisfação altos são um constante para a minha audição. Sou uma fachada daquilo que já fui, um troféu, uma rainha solitária e envolta em mantos de escuridão. Se te importas comigo, por favor fada madrinha, considera este meu desabafo como um apelo. Concede-me mais um desejo, o ultimo. Anda-me buscar e leva-me contigo, se for possível. Quero conhecer outro Mundo, experienciar novas coisas, voltar a ver as cores do universo. Esta miséria é pior do que os farrapos que os ratos roem neste castelo. Por favor, regressa...

 

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2