Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

 

A menina dos cachos vermelhos era a bênção da família Soares. Véspera de natal...ela não era nada mais do que um pequenino embrulho numa manta dentro de uma alcofa velha à porta da humilde casa coberta pela típica neve da época. O casal descobrira-se estéril logo nos primeiros anos de casamento, sendo que longos vinte anos depois, os familiares foram-se extinguindo até sobrarem apenas estes dois solitários elementos. O latir do fiel cão lavrador foi o alerta que necessitaram para abrir a porta e ficarem surpresos com o que ocupava o tapete da entrada. A pequena Cristina foi o melhor presente de Natal que podiam ter. Desde aquela troca de olhares, o casal passou a amá-la como filha e não havia um único dia que não se ouvia palavras animadas da casa amarela. Longos anos passaram, sempre com este registo solarengo e feliz; a mãe, sempre preocupada que um dia alguém viesse buscar a sua filha ruiva. O pai, mais despreocupado, ouvia os típicos discursos da amada esposa à noite, depois da Cristina se deitar. Sabia que era uma hipótese a ser considerada, mas acreditava em Deus e este não seria assim tão cruel com eles. Era pela esposa e pela filha que vivia, que trabalhava para as sustentar e dar-lhes o que elas precisavam e mereciam. Contudo, desde o aniversário dos quinze anos da filha - festejados na semana anterior - é-lhe notório que a mesma apresenta um semblante mais carregado e sabia o motivo: num dos dias que foi buscar a Cristina à escola, reparou que esta conversava com uma senhora na casa dos 40, que trajava um fato de alta costura e lábios vermelhos. Ao princípio, pensara que se tratava de uma professora nova, mas depressa percebeu que a filha estava com uma postura defensiva e evitava cruzar o olhar com a dita senhora, sendo que foi aí que o velho pai juntou as peças e compreendeu quem era a senhora: ambas tinham o cabelo ruivo, exactamente do mesmo tom e bem, mas bem encaracolados.

 

Continua...

5 comentários

Comentar post