Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Endless Words

"Escrever é como abrir gaiolas: coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Como eu amo o Natal. Esta época é tão especial para mim, desde muito pequenina! Adoro ver os meus tios e primos a chegarem à terra natal, vindos da França e da Suíça, as consoadas que duram a noite toda, com imensa comida, piadas e jogos divertidos, a abertura dos presentes à meia-noite, a lareira acesa e o cheirinho a doces típicos. Muitas tradições ficaram perdidas no passado e algumas pessoas que já não estão entre nós fazem falta neste dia tão especial, mas o espírito de união e amor nunca se perdem por estes lados! Estou ansiosa por ver a minha Maria a abrir os primeiros presentes com a inocência característica de uma criança neste dia, os meus primos e primas a gritar pelo Pai Natal (é sempre um homem da minha extensa família, que é seleccionado depois de um sorteio rigoroso) e para beber o leite achocolatado com natas e canela que só a minha tia consegue fazer na perfeição...que a quarta-feira chegue bem rápido!

Aproveito para desejar a todos os visitantes, leitores e amigos aqui da pseudo-escritora um feliz Natal, cheio de paz, amor, alegrias, risadas, conforto, diversão e rodeados daqueles que amam com todo o coração.

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2